radiomuseum.org

 
Please click your language flag. Bitte Sprachflagge klicken.

standard: Lusitos

Moderators:
Martin Renz Ernst Erb Vincent de Franco Martin Bösch Mark Hippenstiel Bernhard Nagel Otmar Jung Eilert Menke 
 
Please click the blue info button to read more about this page.
Forum » Radios and other type of sets (Physics) etc. » MODELS DISPLAYED » standard: Lusitos
           
Joe Sousa
Joe Sousa
Editor
USA  Articles: 652
Schem.: 193
Pict.: 418
07.Oct.09 23:36

Count of Thanks: 19
Reply  |  You aren't logged in. (Guest)   1

Caros Radiófilos,

Encontrei recentement no ebay três rádios com a mesma caixa do Lusito da Standard Eléctrica Portuguesa, mas fabricados pela Kolster Brandes, que é Americana com sucursal no Reino Unido, e L.M.T. que é Francesa.

O vendedor Steven Turner com a loja ebay "catalinradio.com", e com a página homónima www.catalinradio.com concordou com o uso das suas photos no RM. Os números das licitações são os seguintes:

(380146318162, 380146357542, 380146359526) Copiar e colar estes números com os parenteses e vírgulas na caixa de pesquisa do ebay, faz aparecer os três rádios.

 

A Licitação 380146318162 mostra um Kolster-Brandes BM20 branco:

A base de dados RM indica as válvulas  6A8GT 6B8GT 6V6GT 6X5GT e ondas longas e médias.

 

A Licitação 380146357542 mostra um Kolster-Brandes BM20 cinzento mesclado:

 

A Licitação 380146359526 mostra um L.M.T. 1840 castanho mesclado:

A base de dados RM indica as válvulas 6E8MG 6M7MG 6H8 25L6GT e ondas longas, médias e curtas.

 

Notem que o Lusito tem as vávulas 7S7 6B8 6V6GT 6X5GT e ondas médias e duas curtas.

Parece que a caixa do Lusito viajou muito, sempre com vávulas e circuitos diferentes...

Alguém conhece mais variantes?

Cumprimentos,

-José

This article was edited 13.Oct.09 20:52 by Joe Sousa .

Júlio Branco
Júlio Branco
 
P  Articles: 187
Schem.: 124
Pict.: 649
13.Oct.09 19:14

Count of Thanks: 28
Reply  |  You aren't logged in. (Guest)   2

  Amigo Radiófilo José,

Apraz-me saber que a Caixa do Lusito é conhecida e usada universalmente. Só o José é que faz destas descobertas.

Como sabe, a Standard Eléctrica Portuguesa, tinha a sua fábrica em Lisboa situada na Praça das Industrias, mesmo em frente à antiga Feira das Industrias. Resumindo o historial deste rádio, segundo relato de um amigo que trabalhou lá como monitor (Manager) de uma das linhas de montagem. Este rádio de inicio foi montado sob licença da Kolster-Brandes com o circuito e componentes tal como está na pagina do Rmorg http://www.radiomuseum.org/r/standard_lusito_bm20tbm_20.html    . Havia lá um “expert” nesta matéria, que resolveu alterar o circuito, ou seja acrescentar mais uma válvula, 6AV6, com a intenção de melhorar a saída de áudio. E pelo meu entender, e de acordo com o levantamento do circuito que fiz às ligações da válvula 6AV6 ser uma detectora de áudio, e estar ligada em paralelo com a 6B8, não entendi com que intenção, como aparece aqui.HERE. a foto:forumdata/users/3656/BM20T%20.jpg , este rádio, penso ser o único em Portugal, segundo informação dada pelo meu amigo, por ter sido o 1.º a ser alterado, não tendo ido para a linha de montagem, por não ter sido aprovado pela kolster.

Continuando ainda com a investigação, a Standard Eléctrica Portuguesa, após esta tentativa frustrada, pediu então autorização à Kolster-Brandes para montarem em Portugal outro modelo o tal conhecido por “torradeira” este modelo FB15TA..forumdata/users/3656/FB%2015A.jpg... Foi pedida pela Standard Electrica Portuguesa 10 unidades à Kolster  para estudarem a viabilidade e consulta de mercado, preço venda Público/projecção de unidade vendáveis. Depois do estudo chegaram à conclusão que não tínhamos mercado para o número de unidades que teriam de montar para fazerem concorrência aos rádios existentes no mercado local. Este rádio FB15TA que faz parte da minha colecção, é um dos 10 que foram pedidos à Kolster para estudo, cujas unidades foram vendidas aos altos funcionários de então da Standard, isto para evitar que fossem renegociados, no mercado Nacional.

Mais tarde a Standard Electric Portuguesa mudou-se para Cascais, (S. Gabriel), passando depois a chamar-se ITT Smi-condutores, Isto por volta de 1965, hoje tem o nome de Alcatel-Lucent baseada na montagem e venda de Centrais Telefónicas.

Esperando ter dado informações adicionais sobre o “Lusito”, estando sempre ao seu dispor para outros assuntos que eu possa ajuda-lo em tudo do que seja de meu conhecimento.

Um grande abraço,

Júlio

 

This article was edited 29.Oct.09 21:35 by Júlio Branco .

Joe Sousa
Joe Sousa
Editor
USA  Articles: 652
Schem.: 193
Pict.: 418
17.Oct.09 05:28

Count of Thanks: 28
Reply  |  You aren't logged in. (Guest)   3

Amigo Radiófilo Júlio,

Francamente, já nem me lembro por que razão fui encontrar o vendedor ebay "catalinradio.com", mas o que é certo, é que tive a sorte de me deparar com os "Lusitos". Mais sorte que juizo?... Oxalá que sim.

Quanto ao tríodo/detector 6AV6, seria razoável adicionar esta etapa de audio, se o pentodo de potência 6V6 fosse be baixo ganho, em relação à amplitude de saida do detector.

Uma inspecção da folha de dados to 6V6 indica que, com 250V na grelha de blindagem G2, basta 15Vp-p para obter a potência máxima. Se a grelha G2 do 6V6 só tiver 150V, então ums 9Vp-p já bastarão.

Este nível de saída do detector è normal para as estações mais fortes, como seria a captação em Lisboa dos "Parodiantes de Lisboa" ao meio dia no Rádio Clube Português, mas não para as fracas ou distantes, onde apenas 1Vp-p se poderá esperar.

Portanto a 6V6 não iria aumentar o número de estações que poderiam ser captadas, pois isto é determinado pelo ganho antes da detecção, mas iria dar goelas às captações mais fracas.

Geralmente, os rádios de quatro vávulas Americanos baseados na série 12BE6, 12BA6, 12AV6, 50C5, 35W4, omitem a etapa de IF 12BA6, pois esta é mais cara que a etapa de audio. Portanto a capacidade the captação, selectividade e controle automático de volume ficam bastante reduzidos em relação a um rádio com etapa IF, como o nosso Lusito.

Outra vantagem de ter a etapa IF em vêz da de audio, será o maior ganho que poderá ser realizado por um pentodo, mesmo quando comparado com um tríodo de alto ganho (mu=100) como o 6AV6.

A gama de ondas curtas teria sido ainda mais prejudicada sem uma etapa IF, pela maior necessidade de ganho e selectividade.

Pode dizer-se que o Lusito era um rádio económico, mas jeitoso. Bem concebido.

-------------------

Quanto ao sucessor, a torradeira: bem, parece que o 6AV6 venceu, ainda que na forma da 12AT6. Pode imaginar-se que as vávulas de aquecimento em série (12BE6, 12BA6, 12AT6, 35L6, 35W4) vieram poupar o custo do transformador. Talvez até tenha havido um aumento de rendimento com as duas etapas de audio.

Um ponto interessante a considerar sobre um rádio com esta série de vávulas concebida para funcionamento directo a partir de 117VAC e gasto de 28Watts, è a necessidade de incluir uma resistência de balastro, que necessáriamente tem que dissipar pelo menos ums 28Watts a partir de 234VAC.

Se a carga do rádio fosse puramente resistiva, o balastro teria que dissipar o mesmo calor que o resto do rádio. Mas a carga do rectificador 35W4 requere mais corrente alem da que contribui à dissipação de calor. Portanto a dissipação do balastro será um pouco superior à dissipaçào do rádio.

O balastro vem dobrar a quantidade de calor gerada dentro do rádio de 28W a partir de 117VAC para 56Watts a partir de 117VAC.

Uma maneira de poupar rádios Europeus com resistência de balastro e selecção para 110V/220V é de os ligar a 117V através de um pequeno transformador de 50W. Assim o aumento de temperatura interior vem para a metade, porque a potência dissipada dentro do rádio também vem para metade.

Este tipo de transformador aparece a baixo preço no ebay, como transformador para usar em viagem.

-------------------

Júlio, agradeço o historial muito interessante que apresentou. Serviu-me para apreciar os méritos destes rádios, e a maneira como se concebiam novos produtos em Portugal. E fez-me pensar na saudosa Lisboa.

Com os melhores cumprimentos e na espectativa de futuras contribuições suas,

-José

This article was edited 18.Oct.09 03:18 by Joe Sousa .

Carlos Alves
 
 
P  Articles: 166
Schem.: 59
Pict.: 363
10.Jul.15 16:53

Count of Thanks: 6
Reply  |  You aren't logged in. (Guest)   4

Boa tarde amigos Radiófilos Portugueses,

Alguém tem uma foto ou scan da etiqueta que o Lusito leva atrás?

É que o meu quase que não tem etiqueta e gostaria de fazer uma reprodução.

Obrigado.

Cumprimentos radiófilos,

Carlos Alves

 

This article was edited 10.Jul.15 16:54 by Carlos Alves .

Mike Edwards
 
Editor
GB  Articles: 49
Schem.: 1243
Pict.: 3532
05.Aug.19 23:37
Reply  |  You aren't logged in. (Guest)   5

To all my friends in Portugal,

I have added the full manufacturers service information to the UK KB BM20T model.
Including the component layout and alignment procedure, this may be useful for restoring your Lusitos radios.

Joe Sousa, You may like to amend your link to the maker of these radios, It is not the US company Kolster.
The correct manufacturer is in the UK, called Kolster Brandes.

regards

Mike

This article was edited 05.Aug.19 23:44 by Mike Edwards .

  
rmXorg